Portuguese
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Tamiflu (oseltamivir) - J05AH02

Updated on site: 10-Oct-2017

Nome do medicamentoTamiflu
Código ATCJ05AH02
Substânciaoseltamivir
FabricanteRoche Registration Ltd.

Tamiflu

oseltamivir

Este é um resumo do Relatório Público Europeu de Avaliação (EPAR) relativo ao Tamiflu. O seu objetivo é explicar o modo como o Comité dos Medicamentos para Uso Humano (CHMP) avaliou o medicamento a fim de emitir um parecer favorável à concessão de uma autorização de introdução no mercado, bem como as suas recomendações sobre as condições de utilização do Tamiflu.

O que é o Tamiflu?

O Tamiflu é um medicamento antivíco disponível na forma de cápsulas (30 mg, 45 mg e 75 mg) e em pó para preparação de uma suspensão oral (6 mg/ml e 12 mg/ml). Contém a substância ativa oseltamivir.

Para que é utilizado o Tamiflu?

O Tamiflu é utilizado no tratamento ou na prevenção da influenza (gripe):

no tratamento da gripe, pode ser utilizado em adultos e crianças (incluindo recém-nascidos de termo) que tenham os sintomas da gripe, quando é conhecida a circulação do vírus na comunidade;

na prevenção da gripe, pode ser utilizado em adultos e crianças com idade superior ae um ano que tenham estado em contacto com uma pessoa com gripe. Esta utilização é normalmente determinada caso a caso. O Tamiflu também pode ser utilizado como tratamento preventivo em circunstâncias excecionais, por exemplo, quando a vacinação contra a gripe sazonal não proporcione proteção suficiente e quando exista uma pandemia (epidemia global de gripe). Durante uma pandemia de gripe, o Tamiflu também pode ser utilizado na prevenção da gripe em bebés com idade inferior a um ano.

O Tamiflu não é um substituto da vacinação contra a gripe e a sua utilização deve ser determinada com base nas recomendações oficiais.

O medicamento só pode ser obtido mediante receita médica.

Como se utiliza o Tamiflu?

No tratamento da gripe, a administração do Tamiflu deve ser iniciada nos dois dias seguintes à manifestação dos sintomas. É administrado na forma de uma dose, duas vezes por dia, durante cinco dias.

Na prevenção da gripe, o tratamento com o Tamiflu deve ser iniciado nos dois dias seguintes ao contacto com uma pessoa infetada. É administrado na forma de uma dose, uma vez por dia, durante pelo menos 10 dias, após o contacto com uma pessoa infetada. Quando o Tamiflu é utilizado no quadro de uma epidemia de gripe, esta dose pode ser administrada durante seis semanas, no máximo.

A dose recomendada é de 75 mg em doentes de idade igual ou superior a 13 anos e em crianças de um a 12 anos de idade e peso superior a 40 kg. Nas crianças com um peso inferior a 40 kg, a dose é ajustada consoante o peso, utilizando-se as cápsulas de dose inferior (30 mg ou 45 mg). Aos bebés de termo até 1 ano de idade, deverá ser administrada a suspensão oral de 3 mg por quilograma de peso corporal (a dose a ser administrada em bebés prematuros não foi definida). Os doentes mais velhos que não consigam engolir as cápsulas podem receber igualmente a dose adequada da suspensão oral.

Caso o pó para a suspensão oral não esteja disponível, o farmacêutico poderá reconstituir uma solução oral utilizando o conteúdo das cápsulas, ou o seu conteúdo poderá ser misturado em casa com alimentos açucarados. A solução reconstituída por um farmacêutico é preferível à solução preparada em casa, pois o farmacêutico pode medir a dose de forma mais exata.

Pode ser necessário reduzir as doses nos doentes com problemas renais. Para mais informações, consulte o Folheto Informativo.

Como funciona o Tamiflu?

A substância ativa do Tamiflu, o oseltamivir, atua especificamente sobre o vírus da gripe bloqueando algumas das suas enzimas de superfície, conhecidas como neuraminidases. O bloqueio da libertação das neuraminidases impede a disseminação do vírus. O oseltamivir atua sobre as neuraminidases tanto do vírus da influenza A (o tipo mais comum) como no da influenza B.

Como foi estudado o Tamiflu?

O Tamiflu foi comparado com um placebo (tratamento simulado) em estudos sobre o tratamento da gripe (2413 doentes com 13 ou mais anos de idade, 741 idosos com 65 ou mais anos de idade e 1033 crianças com idades compreendidas entre um e 12 anos). A eficácia foi avaliada através do uso de um cartão de avaliação destinado ao registo dos sintomas (sensação de febre, dores musculares, dores de cabeça, dores de garganta, tosse, desconforto geral e corrimento nasal).

Na prevenção da gripe, o Tamiflu foi estudado em doentes que tinham sido expostos à doença quando um dos membros da família contraiu gripe (962 casos) ou durante uma epidemia (1562 pessoas entre os 16 e os 65 anos e 548 idosos em casas de repouso). Os estudos avaliaram o número de casos de gripe comprovada por testes de laboratório. Um estudo investigou também o Tamiflu em ambiente familiar (277 famílias) no tratamento da pessoa infetada e no tratamento ou prevenção da gripe nos elementos do agregado em contacto com a pessoa infetada.

Foram realizados estudos com vista a demonstrar que a dose recomendada de Tamiflu em bebés de termo até um ano de idade produz níveis do medicamento semelhantes aos níveis produzidos pelas doses eficazes em doentes de idade superior.

Qual o benefício demonstrado pelo Tamiflu durante os estudos?

Nos estudos do tratamento em adultos (com 18 ou mais anos de idade), o Tamiflu reduziu a duração da doença de 5,2 dias, no caso de doentes que receberam o placebo, para 4,2 dias nos doentes que tomaram o Tamiflu. A redução média da duração da doença nas crianças com idades compreendidas entre um e seis anos foi de 1,5 dias.

Nos estudos de prevenção, o Tamiflu reduziu a incidência da gripe entre as pessoas em contacto com uma pessoa infetada. No estudo efetuado durante uma epidemia, 1 % das pessoas que tomaram o Tamiflu contraíram gripe após o contacto, em comparação com 5 % no grupo a quem foi administrado um placebo. Nas famílias com uma pessoa com gripe, 7 % dos membros do agregado familiar desenvolveram gripe quando receberam o Tamiflu, em comparação com 20 % nos casos em que não houve tratamento preventivo.

Qual é o risco associado ao Tamiflu?

Os efeitos secundários mais frequentes associados ao Tamiflu (observados em mais de 1 em cada 10 doentes) quando utilizado para o tratamento e a prevenção da gripe em adultos e adolescentes são dores de cabeça e náuseas (sensação de enjoo). Nas crianças, os efeitos secundários mais frequentes (observados em mais de 1 em cada 10 doentes) são vómitos, tosse e congestão nasal (nariz entupido). Para a lista completa dos efeitos secundários e das restrições relativamente ao Tamiflu, consulte o Folheto Informativo.

Por que foi aprovado o Tamiflu?

O CHMP concluiu que os benefícios do Tamiflu são superiores aos seus riscos e recomendou a concessão de uma autorização de introdução no mercado para o medicamento.

Que medidas estão a ser adotadas para garantir a utilização segura e eficaz do Tamiflu?

Foi desenvolvido um plano de gestão dos riscos para garantir a utilização segura do Tamiflu. Com base neste plano, foram incluídas informações de segurança no Resumo das Características do Medicamento e no Folheto Informativo do Tamiflu, incluindo as precauções apropriadas a observar pelos profissionais de saúde e pelos doentes.

Outras informações sobre o Tamiflu

Em 20 de junho de 2002, a Comissão Europeia concedeu uma Autorização de Introdução no Mercado, válida para a União Europeia, para o medicamento Tamiflu.

O EPAR completo sobre o Tamiflu pode ser consultado no sítio internet da Agência

em ema.europa.eu/Find medicine/Human medicines/European Public Assessment Reports. Para mais informações sobre o tratamento com o Tamiflu, leia o Folheto Informativo (também parte do EPAR) ou contacte o seu médico ou farmacêutico.

Este resumo foi atualizado pela última vez em 05-2015.

Comentários

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
  • Ajuda
  • Get it on Google Play
  • Acerca
  • Info on site by:

  • Presented by RXed.eu

  • 27558

    Medicamentos para prescrição listados